Notícias

Fique por dentro das novidades

Apresente novos alimentos ao bebê sem errar

Nos primeiros meses após o nascimento, o bebê trabalha suas papilas gustativas para sentir os sabores. Mesmo sem nenhum contato com outros alimentos. A partir do sexto mês, o aleitamento materno exclusivo não é mais suficiente e uma nova fase alimentar precisa ser iniciada. Chegou a hora de apresentar novos alimentos, como as papinhas e frutas.

 

O primeiro contato com a novidade pode ser algo difícil para os pequenos. Por isso, a Matic separou 4 dicas para você apresentar novos alimentos ao bebê sem errar. Confira: 


1.   Para começar: frutas.

 

As frutas são ótimas opções para o primeiro contato do bebê. E a introdução de uma dieta com esses novos alimentos pode melhorar a relação deles com a comida.

 

Quando for comprar frutas para o seu bebê escolha as que estão na época, elas não contêm agrotóxicos para amadurecimento. Evite as com sementinhas, como kiwi ou morango. Elas têm potencial alérgico e são consideradas opções com concentrações de químicos em sua agricultura convencional.

 

Após o primeiro contato com as frutas, comece a intercalar a nova opção com o leite materno em porções pequenas, de duas a três vezes ao longo do dia. Podem ser raspadas, amassadas ou até mesmo em pequenos pedaços, caso ele já firme bem a cabeça ao sentar na cadeirinha. 





2.   As comidinhas

 

Depois de conhecer as frutas, chegou o momento de conhecer as comidinhas salgadas. Ofereça alimentos cozidos, que facilitam a digestão. Legumes, verduras e proteínas são importantes para essa fase.


 

Alguns exemplos de legumes para apresentar ao bebê são: abóbora, batata, cenoura, couve-flor, abobrinha e chuchu. Ideais para o desenvolvimento do bebê, pois são ricos em vitaminas, minerais e fibras.

 

 

3.   O natural é muito saudável

 

Lembre-se, o bebês precisa de alimentos frescos e saudáveis. Sempre.

Itens industrializados e processados não são recomendáveis, já que há corantes, conservantes, gordura, sal e outros ingredientes que prejudicam a saúde.


 

4.   Por último, evitem os sucos.

  

Os sucos naturais eram oferecidos normalmente aos bebês antes de serem censurados pelos pediatras e nutricionistas. Ao fazer o suco, as fibras da fruta são perdidas e o consumo em excesso acaba atrapalhando o funcionamento do pâncreas. O ideal é intercalar o consumo de água e frutas separadamente.

 

Depois dessas dicas, introduzir novos alimentos a dieta do bebê será mais fácil do que pensava. Agora que a refeição se tornou um momento cheio de descobertas, basta explorar sua criatividade nas refeições que preparar com seu filho. Temos certeza que ele vai conseguir se alimentar cada vez melhor com a sua ajuda. Bom apetite!