#SeuMomentodeCarinho: Exames para prevenção do câncer de mama

#SeuMomentodeCarinho: Exames para prevenção do câncer de mama

Neste Outubro Rosa, mês de prevenção ao câncer de mama, a Matic está convidando todas as mamães do Brasil a terem #SeuMomentodeCarinho e fazerem os exames. Mas muitas mulheres ainda têm dúvidas sobre as opções disponíveis e como e quando fazê-los. Pensando nelas, separamos algumas informações que vão ajudar muito na hora da prevenção.

 

Um dos levantamentos do Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo) identificou que mais de 60% das pacientes descobrem a doença ainda em seu estágio inicial. Dado muito importante, já que o diagnótisco precoce possibilita tratamentos mais eficazes e abordagens menos agressivas.

 

Como já explicamos aqui no blog, o autoexame, feito por meio do toque, é uma das maneiras mais eficazes na identificação de sintomas comuns do câncer de mama e já ajuda muito na prevenção. Apesar disso, existem outros exames que devem fazer parte da rotina das mamães ou que podem ser solicitados em situações específicas. Confira abaixo.

 

Mamografia

A mamografia é a principal forma de rastrear o câncer de mama. O exame, disponibilizado gratuitamente pelo SUS, é feito por meio de um raio-X que identifica alterações mínimas no tecido mamário e deve ser feito com frequência pelas mulheres, sempre com acompanhamento médico.

 

Ultrassonografia

Considerada complementar a mamografia, é capaz de identificar alterações na mama com maior exatidão, dando disgnósticos mais certeiros em caso de suspeita da doença.

 

Teste genético

O exame é recomendado para mulheres que tenham histórico familiar da doença, principalmente no caso de mais de um diagnóstico de câncer de mama na família. É basicamente um teste sanguíneo que serve para checar se alguns genes, responsáveis por reparar o D.N.A das células, são perfeitos.

 

Ressonância magnética

Feito por um aparelho de alta tecnologia e sempre indicado por médicos especialistas para casos específicos, contribui com a identificação da doença em mulheres que tenham tecido da mama muito denso ou que usam próteses. O procedimento consegue localizar e determinar a extensão do tumor de forma precisa, evitando cirurgias mais invasivas ou facilitando outros tratamentos.

 

Muito importante, mamães: todos os exames devem ser feitos com acompanhamento médico e, por esta razão, a visita a um especialista é tão importante e precisa ser frequente. Mulheres ente 20 e 40 anos devem fazer o exame das mamas a cada 2 ou 3 anos, já as acima de 40 anos devem realizar o exame anualmente. O autoexame pode ser feito mensalmente.

 

 

Fontes:

https://drauziovarella.com.br/doencas-e-sintomas/cancer-de-mama/ https://drauziovarella.com.br/mulher-2/cancer-de-mama/mulheres-estao-detectando-o-cancer-de-mama-mais-precocemente/

https://saude.abril.com.br/bem-estar/exames-que-identificam-o-cancer-de-mama/

Sem Comentários

Postar um Comentário